fbpx

Querendo dar o start no “Projeto Verão” deste ano e não sabe por onde começar?

A ansiedade que acompanha a proximidade do verão tende a acelerar a procura por dietas milagrosas ou métodos de emagrecimento que prometem ser fáceis e rápidos.

Mas, na maioria das vezes, estratégias assim acabam não só frustrando nossas expectativas, como podem também comprometer nossa saúde a níveis irrecuperáveis. 

Por isso, saiba: é possível perder peso e medidas para entrar na estação da praia e piscina sentindo-se melhor com seu corpo. Porém, é importante que você faça isso com base em um plano seguro, por meio de métodos saudáveis e que não sacrifiquem sua nutrição e funções metabólicas. 

Quer saber como fazer isso? Siga de olho na leitura e comece seu Projeto Verão sabendo como atingir seus objetivos de emagrecimento e detox com segurança e saúde. Confira!

8 dicas para emagrecer e desintoxicar com segurança e saúde 

1. Beba muita água!

Não é novidade que nosso corpo é composto por cerca de 70% de água e que, portanto, precisamos dela para manter funções e processos naturais do organismo em pleno funcionamento. E com o emagrecimento, não poderia ser diferente.

Para desintoxicar e emagrecer, a água em abundância é o recurso certeiro: ela é fundamental para reações metabólicas de eliminação de impurezas ao mesmo tempo em que é necessária em toda a digestão para possibilitar a absorção de nutrientes.

Um estudo executado pela Universidade Virginia Tech e publicado na Obesity, uma prestigiada revista médica especializada em obesidade, demonstrou que, em uma dieta emagrecimento, tomar cerca de 500 ml de água antes das refeições ajuda a aumentar a saciedade e contribui ainda mais para a perda de peso. 

2. Corte o açúcar adicionado 

É claro que você sabe que o açúcar é um grande vilão para o corpo e inimigo do processo de emagrecimento. Mas o que talvez você não saiba é que a solução para reduzi-lo ou eliminá-lo não é exatamente dispensar as colheradas de açúcar da sua xícara de cafezinho.

Grande parte do açúcar que consumimos pela alimentação está concentrada nos produtos industrializados que introduzimos sem cautela em nossa dieta, e o ingrediente aparece disfarçado com inúmeros outros nomes nos rótulos das embalagens.

Se você deseja emagrecer, tenha em mente: não basta diminuir a fatia do seu bolo caseiro ou se fixar na quantidade de carboidratos presentes nas porções de arroz, batata, farinha ou frutas mais calóricas. 

Preste atenção principalmente à composição nutricional dos produtos industrializados que você costuma comer – e não se atenha apenas ao número de calorias.

O verdadeiro segredo para a perda de peso – e, principalmente, para a desintoxicação e melhora da saúde – está em cortar alimentos com açúcar adicionado artificialmente. Fique atento: sacarose, frutose, glucose, maltodextrina, açúcar invertido, entre outros, são sinônimos de açúcar no rótulo dos alimentos. Passe longe deles!

3. Evite bebidas alcóolicas

Além de predispor o aparecimento de inúmeras doenças, sobrecarregar o fígado e outros órgãos envolvidos na detoxificação natural do corpo, o álcool prejudica – e muito! – todo processo de emagrecimento. 

De saída, a bebida alcoólica já compromete o plano alimentar de quem deseja perder peso porque representa um alimento de altíssimo aporte calórico – e, ainda por cima, sem nenhum valor nutricional. 

Compare: um grama de carboidrato tem 4 calorias; a mesma quantidade de álcool oferece aproximadamente 7,1 calorias. Apenas as gorduras são mais calóricas que o álcool: para cada grama de gordura, somam-se 9 kcal ingeridas.

Além disso, é preciso lembrar que, quando você bebe, não basta contabilizar o consumo energético proveniente apenas do álcool em si. A maioria dos drinks leva adição de açúcar ou uma grande quantidade de frutas ao preparo – como a caipirinha, por exemplo. 

Um copo de 200 ml de caipirinha de pinga ou saquê com açúcar confere aproximadamente 300 calorias a mais ao seu consumo diário de energia. Já uma dose da popular combinação de vodca com energético, por sua vez, fornece temerosas 470 calorias! 

Quer mais um – e talvez o maior – motivo para evitar o álcool durante seu projeto de emagrecimento e detox? O álcool desregula seu metabolismo, ativa a secreção de cortisol e favorece o armazenamento de gordura pelas células, especialmente no abdômen!  

4. Consuma frutas e vegetais em abundância

Eles não só contribuem para uma nutrição de mais qualidade e para a construção de um organismo com defesas fortes. As propriedades nutricionais dos alimentos de origem vegetal como frutas, legumes e verduras são perfeitas aliadas da perda de peso.

Além das poucas calorias, esses alimentos carregam grandes quantidades de um dos compostos alimentares mais essenciais para quem quer emagrecer: as fibras.   

Alimentos ricos em fibras são chamados sacietógenos, porque exigem maior tempo de mastigação e induzem a secreção de colecistoquinina (CKK), hormônio que é responsável por enviar ao cérebro a mensagem da saciedade. 

Assim, eles evitam a ingestão excessiva de comida e auxiliam no tratamento de compulsões alimentares, produzindo impactos nos quilos da balança e na própria composição corporal.

Por fim, as fibras também ajudam no controle do temido “mau colesterol” (LDL) e favorecem o pleno funcionamento intestinal. Todos esses fatores contribuem para a perda de peso e facilitam sua manutenção a longo prazo.

Aposte em alimentos como aveia, sementes de chia, feijão, lentilha, mandioca, abóbora, milho, beterraba, coco e frutas cítricas para garantir seu aporte diário de fibras. 

5. Adote um diário alimentar

Você já fez um diário alimentar? Se você quer levar a sério seu projeto de emagrecimento e inaugurar o verão com seus objetivos alcançados, anote esta dica: ele é uma de suas estratégias mais valiosas.

Muitas vezes, em meio à correria do cotidiano não conseguimos perceber com precisão o que tem sabotado nossa dieta. Por isso, registrar tudo o que é consumido no dia pode ser uma das maneiras mais eficazes de modificar e controlar os hábitos para o emagrecimento saudável.

Uma das maiores vantagens deste método é que, ao manter um diário alimentar, você não só identifica com facilidade qual a qualidade e quantidade do que está comendo, mas qual o motivo que te leva a comer.

O diário te permite observar quais são os reflexos que o contexto social, emocional, hora do dia ou fase do mês geram no seu comportamento alimentar. Ter consciência desses padrões ajuda a definir exatamente o que deve ser modificado na sua dieta ao mesmo tempo em que contribui para que você se conheça melhor.

Com o diário alimentar você passa a conhecer sua fome, seu apetite, e como o fluxo emocional influencia nas suas escolhas alimentares.

Ao adotar esta técnica, lembre-se: quanto mais detalhes, melhor. Registe data, horário, composição do prato, quantidades e os aspectos psíquicos e emocionais do seu momento. Não quer usar lápis e papel? Utilize aplicativos de celular feitos para isso e comece logo seu diário!

6. Inclua Morosil no seu dia-a-dia

Morosil® é um ativo farmacêutico obtido a partir do suco de laranja moro, uma fruta proveniente da região vulcânica da Sicília (Itália) e que é conhecida pelo seu extraordinário potencial emagrecedor e redutor de medidas – principalmente do abdômen!

Além de uma alimentação equilibrada, variada e com base em alimentos de origem vegetal, adicionar Morosil a sua alimentação diária vai te ajudar a acelerar seus resultados de emagrecimento de forma natural, saudável e segura.

Em cerca de 60 dias já é possível observar os resultados de Morosil no afinamento da silhueta – perfeito para ser incorporado agora ao seu planejamento alimentar e suplementar de Projeto Verão!

Quer ainda mais motivos para investir no Morosil como estratégia nesta e nas outras estações do ano? Além de eficaz na redução do peso, ele combate a gordura no fígado, alto colesterol LDL, síndrome metabólica, e ainda atua com ação antioxidante prevenindo o envelhecimento. Quem não quer? 

7. Diminua o excesso de sódio

Perder gordura e diminuir o peso na balança é, sem dúvida, importante se você deseja emagrecer. 

Mas você sabe, principalmente se for mulher, o quanto o inchaço e a retenção de líquidos também fazem a diferença na diminuição da silhueta e melhora do bem-estar corporal, especialmente no verão.

Apesar de ser um mineral necessário ao corpo quando consumido na medida certa, o excesso de sódio tende a aumentar sua retenção de líquidos, inchar e favorecer a propensão ao ganho de peso. 

Por quê? Com muito sódio, seu corpo retém mais água para tentar manter um equilíbrio adequado dos dois elementos na sua corrente sanguínea. Com isso, além de ter prejudicada a eliminação de toxinas pela urina e a depuração do seu organismo, você vai sentir suas roupas mais apertadas.

Por isso, o ideal é consumir uma taxa inferior a 2.400 miligramas de sódio por dia. Para manter esse número, em primeiro lugar, diminua o sal. Recomenda-se ingerir, no máximo, 5 gramas desse condimento diariamente. 

Porém, apesar de principal, o sal não é nossa única fonte de sódio da dieta. Dessa forma, para evitar os danos do sódio excessivo, não basta tirar o saleiro da mesa. Esteja atento para também diminuir o consumo de: macarrão instantâneo, shoyu e produtos industrializados no geral (sopas, salgadinhos, nuggets e conservas).

8. Invista na atividade física regular

No “Projeto Verão”, e qualquer projeto que tenha saúde como objetivo, “praticar atividade física” é item indiscutível e indispensável da lista.

Não há peso corporal adequado e organismo saudável sem manter o corpo ativo. Por isso, se você não pratica exercício físico ou está de férias dos treinos, é hora de começar ou retomar!

A modalidade não é exatamente o que importa. Estudos já demonstraram que a musculação pode manter o gasto calórico elevado por até 48h depois do treino, favorecendo surpreendentemente o emagrecimento.

Do mesmo modo, como é de conhecimento comum, os exercícios aeróbicos e funcionais aumentam a frequência cardíaca e proporcionam intenso gasto de calorias – por isso são clássicas escolhas de quem deseja emagrecer.

Portanto, opções não faltam. Treino com carga, corrida, spinning, natação, dança: tanto faz. Adapte-se às suas preferências e possibilidades e eleja algum tipo de exercício para incluir a sua rotina. O que importa é que você consiga se comprometer, mantenha a constância e comece agora!

Gostou dessas dicas? Comente aqui embaixo e continue acompanhando nosso blog para mais conteúdos sobre saúde, alimentação, beleza, treino e bem-estar. 

Nos siga também nas redes sociais!

morosil

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *