fbpx

Quando o assunto é esporte e atividade física, o cardápio é extenso. Perder peso, fortalecer musculatura e aumentar resistência corporal são benefícios associados a diversas práticas físicas e costumam nos levar a escolher entre uma ou outra modalidade esportiva.

Mas você já pensou em fazer uma atividade que, além de proporcionar condicionamento físico, também contribui diretamente para seu bem-estar mental? Se esta proposta te interessa, você precisa conhecer o Pilates!

O binômio corpo e mente está na essência desse método, e para apresentá-lo, listamos quatro razões pelas quais você deve apostar nele se seu objetivo é investir no cuidado integral da sua saúde. Quer saber mais? Continue acompanhando a leitura!

O que é Pilates?

Desenvolvido há praticamente um século, o método Pilates consiste em um conjunto de técnicas corporais baseadas em exercícios musculares de alongamento, força, flexibilidade e resistência – todos de baixo impacto.

Para seu idealizador, Joseph Pilates, o objetivo da prática sequencializada desses movimentos está no alinhamento de corpo, mente e espírito do praticante, e por isso o método foi batizado originalmente de “Contrologia” – que significa, justamente, o controle do corpo pela mente.

Em outras palavras, a ideia da técnica é promover no individuo uma consciência corporal tão profunda que produza, além de um corpo flexível e resistente, uma mente clara e equilibrada, e um espírito feliz e satisfeito.

Dessa forma, os benefícios do Pilates vão muito além dos ganhos proporcionados por outros tantos esportes ou atividades físicas, estimulando autoconhecimento e autocontrole em diversos níveis e para diversos públicos.

Confira a seguir como e porquê você pode se beneficiar com o Método Pilates e adquirir mais qualidade de vida e longevidade.

Por que devo praticar Pilates?

1. Corrige e melhora a postura corporal

Nos dias atuais, quantas pessoas podem dizer que nunca experimentaram dores na coluna devido à má postura e lesões de atividades repetitivas?

As muitas horas que passamos sentados em frente ao computador ou presos no trânsito, e a pressa que costumamos imprimir ao nosso dia-a-dia tendem a prejudicar significativamente nossa postura e a atenção que dedicamos a ela.

Segundo dados do PNAD (Programa Nacional de Amostra por Domicílios), a dor lombar é a segunda condição de saúde mais comum no Brasil, e a má postura, para os especialistas, está entre as principais causas desse cenário.

Felizmente, esse é mais um dos problemas que podem ser corrigidos ou evitados com o Pilates. O método é uma excelente alternativa para tratar e prevenir disfunções posturais e, consequentemente, seus efeitos danosos.

A explicação é simples: os exercícios do Pilates trabalham diretamente o “core”, um conjunto de músculos que envolvem abdômen, costas e pelve e que são responsáveis por sustentar e proteger a coluna vertebral.

Assim, ao fortalecer de forma concentrada a musculatura lombar e pélvica, o praticante de Pilates realinha a estrutura da coluna e recupera a estabilidade que evita e alivia a maioria das dores na região.

Por esse motivo, inclusive, Pilates é das atividades mais recomendadas para gestantes, idosos e até pacientes em condição de reabilitação física – muitas vezes sendo até mesmo capaz de dispensar a prescrição de medicações ou indicações cirúrgicas.

2. Auxilia na perda de peso

“Pilates ajuda a emagrecer?” parece ser uma das perguntas mais recorrentes daqueles que começam a se interessar pelo método. Será que, dentre tantos benefícios decorrentes do fortalecimento e flexibilidade advindos do Pilates, a perda de peso também é possível?

A resposta pode não ser tão óbvia, mas é afirmativa. Como mencionamos, o grande objetivo dessa metodologia está no controle consciente de todos os movimentos do corpo de modo a conferir ao praticante um equilíbrio harmônico de todas as suas dimensões corporais. Como, então, o emagrecimento poderia se encaixar como resultado dessa prática?

Ora, o auxílio na perda de peso pode ser efeito secundário do Pilates, mas ele surge exatamente como consequência do fortalecimento muscular que está na raiz do método.

Como vimos, os exercícios envolvidos desenvolvem a musculatura estabilizadora profunda do abdômen, o core, e, com isso, favorecem o aumento de massa magra em substituição da gordura.

Com os músculos tonificados e um funcionamento equilibrado de todo o organismo, além disso, o corpo experimenta uma importante aceleração e regulação do metabolismo, o que também contribui substancialmente para o emagrecimento e estabilização do peso.

Em termos de calorias, é verdade, o método não representa a modalidade mais eficiente para o consumo imediato de energia, mas os resultados não são desprezíveis (uma hora de aula de Pilates queima entre 200 e 400 calorias). Por isso, o ideal é aliar os exercícios a outras estratégias dietéticas e esportivas se sua intenção for emagrecer mais rapidamente.

Uma alternativa complementar para essa finalidade, especialmente para reduzir níveis de gordura abdominal, é incorporar Morosil® a sua alimentação diária. Morosil é um nutracêutico produzido a partir do suco de laranjas moro e altamente eficaz no emagrecimento e redução de medidas, além de contribuir com a melhora de inúmeros marcadores de saúde e rejuvenescimento.

3. Diminui o estresse

Não foi à toa que Contrologia foi o primeiro nome dado ao Método Pilates. O conceito, pela definição do próprio criador do método, é “a arte do controle e equilíbrio entre mente e corpo em sua totalidade” e traduz a própria proposta central do Pilates.

É justamente nesta ideia que reside um dos principais diferenciais desta prática para a edificação da saúde: a execução dos exercícios do Pilates leva não só ao revigoramento físico, mas também mental e espiritual do praticante. 

Acima de tudo o Pilates é, portanto, uma profunda e poderosa filosofia do bem-estar.

Nesse sentido, um dos seis princípios que embasam esta filosofia é, exatamente, a respiração. Assim, além de combater o estresse como qualquer outra atividade física, ao trabalhar o controle consciente da respiração durante toda a prática, o Pilates estimula nos adeptos o domínio de suas emoções e aumenta sua serenidade mental.

Além disso, a prática da respiração lenta e profunda induzida pelos exercícios ajuda na metabolização dos hormônios do estresse, como o cortisol, no dia-a-dia do praticante, melhorando constantemente a qualidade de suas rotinas e relações.

Comumente, indivíduos que praticam Pilates relatam melhora significativa de seus sintomas de estresse, como enxaquecas, bruxismo e espasmos musculares. Alguns relatam até mesmo a remissão de doenças relacionadas à condições de ansiedade e depressão. 

4. Melhora a qualidade do sono

Você deve perceber o quanto a qualidade do seu sono implica na qualidade geral da sua saúde, não é mesmo?

Quando dormimos mal por uma ou duas noites, na realização de simples tarefas do dia-a-dia já podemos sentir os efeitos que algumas breves horas de sono insatisfatório podem provocar.

No entanto, quando essa situação se agrava ou se perpetua por mais tempo, as consequências do sono escasso ou precário deixam de se limitar a meras dificuldades no cotidiano e tendem a se transformar em problemas mais graves e que podem comprometer severamente a saúde.

Não por acaso, distúrbios e patologias relacionadas ao sono enquadram-se como problemas de saúde pública em todo o mundo e no Brasil. Uma pesquisa realizada no final de 2019 pela Royal Philips, por exemplo, revelou que, só no país, 60% das pessoas estão insatisfeitas com o sono e 40% delas não dormem bem em decorrência de estresse e preocupação.

Em primeiro lugar, na medida em que combate o estresse e a ansiedade, o Pilates atua como importante ferramenta na correção e aperfeiçoamento do sono, principalmente no que se refere à insônia – distúrbio que acomete mais de 70 milhões de brasileiros segundo a OMS.

Diminuição de fatores de risco da Apneia do Sono

Mas não é só isso: o alongamento e fortalecimento da musculatura resultantes do Pilates aumentam a dilatação das vias aéreas superiores, que junto com a diminuição de peso proporcionada pelo exercício, diminuem os fatores de risco da Apneia Obstrutiva do Sono (AOS), por exemplo.   

Como pudemos ver, praticar Pilates é escolher uma atividade física que tonifica a musculatura e melhora o desempenho físico como tantos outros esportes, mas, principalmente, age como recurso terapêutico sobre os aspectos mais importantes da vida.

Há inúmeras modalidades diferentes de Pilates acessíveis nas diversas academias e centros de treinamento espalhados pelo Brasil. Pesquise e experimente qual se encaixa melhor no seu perfil e comece a desfrutar de todos os benefícios que esta filosofia proporciona o quanto antes!  

Categorias: Seu Treino

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *